Financiamento Logo Patrocinadores Oficiais

Conheça Mogi das Cruzes

Vista aérea da cidade de Mogi das Cruzes vista do Pico do Urubu.Mogi das Cruzes é um município brasileiro do estado de São Paulo, na região metropolitana da capital do estado. A população em 2010 segundo o Censo demográfico é de 387.241 habitantes, o que resulta em uma densidade demográfica de 533,90 hab/km².

Topônimo

Segundo as normas ortográficas vigentes da língua portuguesa este topônimo deveria ser grafado Moji pois prescreve-se o uso da letra "j" para a grafia de palavras de origem tupi-guarani. O nome vem do tupi M'Boiji (ou M'Boîj), Rio das Cobras (referindo-se ao Tietê, o qual em seu alto curso cruza o município). Ao longo dos anos, a grafia M'Boijy foi alterada para Boigy, depois para Mogy, Mogi e finalmente para Moji.


Na ortografia da língua portuguesa, prescreve-se o uso da letra "j" para palavras de origem tupi-guarani. Assim, tanto o dicionário Houaiss como o IBGE usam a grafia Moji. Historicamente, no entanto, o uso mais comum, apoiado pela administração pública e pela imprensa é Mogi para o nome da cidade. Dois outros municípios que usam o nome de Mogi são Mogi Guaçu e Mogi Mirim.


História
Mogi das Cruzes começou como um povoado, por volta de 1560, servindo como um ponto de repouso aos bandeirantes e exploradores indo e vindo de São Paulo, entre eles Brás Cubas. Gaspar Vaz Guedes foi responsável pela abertura da primeira estrada entre à Capital e Mogi, iniciando o povoado, posteriormente elevado à "Vila", com o nome "Vila de Sant'Ana de Mogi Mirim".[7] O fato foi oficializado em 1º de setembro de 1611. Em 13 de março de 1865 foi elevada à cidade, e em 14 de Abril de 1874 à comarca.

 

Mogi das Cruzes acolhe colônias de todos os cantos do mundo, com destaque especial para a colonização japonesa, com uma grande quantidade de japoneses e seus descendentes (aproximadamente 8% segundo a prefeitura), que já estão em sua terceira geração no município. Além disso, o município possui uma considerável população nordestina, sendo que a maioria veio para Capital e depois mudaram-se para Mogi das Cruzes em busca de qualidade de vida.

Geografia

Mogi das Cruzes situa-se a uma altitude média de 780 metros. Seu ponto mais alto é o pico do Urubu, localizado na serra do Itapety. O município é cortado por duas serras: a serra do Mar e a serra do Itapety e ainda pelo rio Tietê. Em seu território se encontram duas represas que fazem parte do Sistema Produtor do Alto Tietê, os reservatórios de Taiaçupeba e do rio Jundiaí.

 

O clima do município, como em toda a Região Metropolitana de São Paulo, é o subtropical. Verão pouco quente e chuvoso. Inverno ameno e subseco. A média de temperatura anual gira em torno dos 20°C, sendo o mês mais frio julho (média de 15°C) e o mais quente fevereiro (média de 23°C). O índice pluviométrico anual fica em torno de 1.300 mm.

Patrocínio

Rodovia de acesso à cidade de Mogi das Cruzes.Localização
Mogi das Cruzes está situada na região leste da Grande São Paulo, no Alto Tietê. O ponto de referência é o marco zero, um obelisco instalado na Praça Coronel Almeida, em frente à Igreja Matriz Catedral Sant'Ana.

 

• Latitude: -23º31'23.7" sul.
• Longitude: -46º11'31.2" oeste.
• Altitude: 742 metros acima do nível do mar.


Os limites são Santa Isabel a noroeste e norte, Guararema a nordeste, Biritiba-Mirim a leste, Bertioga e Santos a sul, Santo André a sudoeste, Suzano a sudoeste e oeste, Itaquaquecetuba a oeste e Arujá a noroeste.


Após a capital, Mogi das Cruzes é o maior município em área da Grande São Paulo, com 725 km².

 

Demografia

• População total: 387.241
• Densidade demográfica (hab./km²): 533,9
• Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 12,09 (dados de 2005)
• Expectativa de vida (anos): 71,08
• Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 2,15
• Taxa de alfabetização: 93,50%
• Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,801
• IDH-M Renda: 0,767
• IDH-M Longevidade: 0,725
• IDH-M Educação: 0,910
(Fonte: IPEADATA)


Etnia
• Branca: 52,1%
• Negra: 4,2%
• Parda: 28,8%
• Amarela: 14,8%
• Indígena: 0,1%

(Fonte: IBGE)

 

Transporte: Trens CPTM

Estação Mogi das Cruzes
O município é servido pelos trens da Linha 11 da CPTM da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e conta com quatro estações ferroviárias:
• Estação Jundiapeba (distrito de Jundiapeba);
• Estação Brás Cubas (distrito de Brás Cubas);
• Estação Mogi das Cruzes (centro);
• Estação Estudantes (acesso às universidades mogicruzenses, ao Mogi Shopping e ao terminal rodoviário).


Transporte: Ônibus
Atualmente duas empresas operam o sistema de ônibus urbano municipal, a CS Brasil e a Princesa do Norte, no Sistema Integrado Mogiano, o SIM, que é uma integração tarifária entre as linhas, através de um cartão eletrônico e dois terminais urbanos, o Terminal Central, que se interliga a Estação Mogi das Cruzes da CPTM e o Terminal Estudantes, que fica próximo da estação de mesmo nome, também da CPTM e das Universidades da cidade.

Também faz parte da Area 4 da EMTU, com o Consórcio Unileste, com linhas intermunicipais, que liga a cidade com as demais cidades da região do Alto Tietê e com a capital.

Há ainda os ônibus rodoviários que partem do Terminal Rodoviário Geraldo Scavone, para a capital e litoral, além de outros estados.

O município é cortado e servido pelas seguintes rodovias estaduais:
• SP-39 Estrada das Varinhas (Rodovia Engenheiro Cândido do Rego Chaves);
• SP-43 Estrada da Quinta Divisão;
• SP-66 Estrada Velha São Paulo-Rio e Mogi-Guararema (Rodovia Henrique Eroles);
• SP-70 Rodovia Ayrton Senna;
• SP-88 Mogi-Dutra (Rodovia Pedro Eroles) e Mogi-Salesópolis (Rodovia Prof. Alfredo Rolim de Moura);
• SP-98 Mogi-Bertioga (Rodovia Dom Paulo Rolim Loureiro);
• SP-102 Rodovia Prefeito Francisco Ribeiro Nogueira.


Exibir mapa ampliado

App Ticket

 

 

 

Vista aérea do Parque Centenário de Mogi das Cruzes.Educação

Mogi das Cruzes conta com duas universidades de grande porte, a Universidade de Mogi das Cruzes (UMC) e a Universidade Brás Cubas (UBC), duas faculdades (Clube Náutico Mogiano e Instituto de Filosofia e Teologia Paulo VI), uma unidade de educação a distância da Universidade Norte do Paraná - UNOPAR, e um campus da Faculdade de Tecnologia de Mogi das Cruzes, sendo esta última vinculada ao Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza.


Em relação ao ensino técnico, a cidade abriga diversas escolas técnicas particulares e a ETEC Presidente Vargas, vinculada ao Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza, foi fundada em 1948 e em funcionamento desde 1957.


Em relação ao ensino básico (ensino fundamental e ensino médio), de acordo como o Ministério da Educação, entre as dez escolas com médias mais elevadas do IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) da Região do Alto Tietê, cinco estão no município – incluindo a que conquistou o primeiro lugar entre as instituições do primeiro ciclo do ensino fundamental (1ª a 4ª série), a Escola Municipal Professor Jair Rocha Batalha, que obteve nota 6,5 em uma escala de 0 a 10. A nota coloca a escola entre as poucas do país com qualidade de escola de país desenvolvido. Para entrar neste seleto grupo, uma escola deve obter uma nota maior ou igual a 6 no IDEB.

 

Saneamento básico

Levantamento pelo instituto Trata Brasil, com base nos dados fornecidos pelo Ministério das Cidades mostram que o município de Mogi das Cruzes tem o 9ª melhor sistema de saneamento básico entre os 79 municípios brasileiros com mais de 300.000 habitantes. O município tem 96% de atendimento de água e 91% de atendimento de esgoto. Não é a primeira vez que o município por meio do SEMAE (Serviço Municipal de Águas e Esgotos de Mogi das Cruzes) ocupa uma boa posição nesse quesito, Mogi das Cruzes ocupou a 10ª posição em 2004 nessa mesma pesquisa.

 

Economia

Mogi das Cruzes tem uma economia muito diversificada. Temos uma agricultura muito forte: é o maior polo produtor de hortaliças, cogumelos, caqui, orquídeas e nêsperas do Brasil. Por outro lado é uma cidade que vive uma expansão industrial forte, temos 891 indústrias na cidade, entre elas a General Motors (GM), a Valtra controlada pela AGCO Corporation, que é a maior fabricante de tratores agrícolas do Brasil, e a Gerdau. O setor industrial emprega 20 mil pessoas . No setor de serviços temos 21 mil pessoas empregadas e temos duas das maiores empresas de telemarketing do País, a Tivit e a Contractor, que empregam mais de 5 mil pessoas. No comércio temos 7.200 estabelecimentos comerciais e 17 mil pessoas empregadas.


A nossa economia tem crescido 5% ao ano. Isso acontece exatamente pelo número de empresas que estão se instalando na cidade e por termos uma economia tão variada, que não permite que entremos em crise. Tem dia que a agricultura não vai tão bem, mas a indústria vai bem e isso gera esse crescimento, o nosso orçamento cresceu mais de 10% do ano passado para este. Temos 20 empresas em construção, 13 estão elaborando projetos, 13 empresas incubadas e duas estão em tramitação dentro da prefeitura. Ao todo são 48 empresas que devem gerar 8.035 empregos diretos.


No espaço de 15 milhões de metros quadrados a prefeitura oferece incentivos fiscais, que variam de acordo com o faturamento e geração de empregos do empreendimento e já abriga 35 indústrias, entre elas a GM Motors e a Kimberly Clark.

 

Turismo

Mogi das Cruzes tem notável potencial turístico, um levantamento feito pela prefeitura constatou que o município tem cinco atrações turísticas: Pico do Urubu (Serra do Itapeti), Parque Centenário (César de Souza), Parque Leon Feffer (Brás Cubas), Pedreira de Sabaúna e a Represa do Rio Jundiaí (Taiaçupeba). São locais de conhecimento dos habitantes locais, mas que não foram devidamente explorados.


Além dessas atrações naturais e parques, Mogi das Cruzes conta desde 13 de junho de 2009 com um "Expresso Turístico". Trata-se de uma locomotiva da CPTM que puxa dois vagões fabricados na década de 1960, entre as estações da Luz e Mogi das Cruzes.

 

Arte e cultura

Mogi das Cruzes possui produção cultural nas mais variadas vertentes artísticas. Possui dois teatros municipais: o Theatro Vasques, inaugurado em 1902 e recentemente restaurado, localizado no Largo do Carmo, e o Teatro Dr. Bóris Grinberg, inaugurado em 2007, localizado no bairro Nova Mogilar.


O "Salão da Primavera" - exposição artística de quadros sobre o tema - é um dos mais antigos da região. São diversas academias de dança, companhias teatrais, músicos, pintores, fotógrafos, escritores.


Também é da cidade o grupo teatral mais antigo da Região do Alto Tietê, o "TEM - Teatro Experimental Mogiano" fundado em 1965, onde atuou Ricardo Blat.


O cartunista Maurício de Sousa, apesar de nascido no município vizinho de Santa Isabel, iniciou sua produção artística durante o período em que morou em Mogi das Cruzes, produções estas distribuídas nos veículos de mídia do município e da região. Vários de seus personagens mais famosos foram inspirados em habitantes de Mogi das Cruzes.


Além disso, existe em Mogi das Cruzes uma antiga música para orquestra e coro composta no Brasil. Trata-se da Ladainha de Nossa Senhora Aparecida, composta por Faustino Xavier do Prado, mestre-de-capela da igreja do Carmo de Mogi das Cruzes, no início do século XVIII (entre 1725 e 1740).


Seguindo essa tradição musical, há em Mogi, atualmente, uma banda sinfônica e uma orquetra sinfônica: a Banda Sinfônica Jovem Mario Portes, que tem como regente o maestro Daniel Bordignon; e a Orquestra Sinfônica de Mogi das Cruzes, que tem como regente o maestro Marcelo Jardim.


O CECAP - Centro Cultural Antônio do Pinhal fundado em 15 de dezembro de 2006, desenvolve um conjunto de atividades artísticas culturais, onde oferece gratuitamente o Curso de História da Arte do Século XX, que resgata a história da arte e o artista mogiano.

 

Esportes

Em 2011, pela primeira vez, o município de Mogi das Cruzes sediará os Jogos Abertos do Interior de São Paulo de 2011. O evento deve reunir mais de 15 mil atletas profissionais e amadores.


Política municipal
O Poder Executivo da cidade de Mogi das Cruzes é representado pelo prefeito e seu gabinete de secretários, seguindo o modelo proposto pela Constituição Federal.


Cidade-irmã

Toyama, Japão




Fontes

Wikipepedia

Prefeitura Municipal de Mogi das Cruzes
Fotos via Flickr

Mogi das Cruzes via Flickr PMMC

banner vertical
Bunkyo - Associação Cultural de Mogi das Cruzes
Rua Presidente Campos Sales, 230
Vila Industrial • Mogi das Cruzes • SP
CEP 08770-210
Telefone : (11) 3907-8829
E-mail secretaria Bunkyo:
bunkyo.mogidascruzes@gmail.com
Imprensa: Linha Fina Assessoria de Imprensa
Jornalista responsável: Carla Ortiz
Telefones:
(11) 2758-8018
(11) 97543-5784
9832-1542 (Tim)
E-mail: linhafina@linhafina.com
BUNKYO ▪ Associação Cultural de Mogi das Cruzes ▪ Todos os direitos reservados. Proibida a cópia total ou parcial sem prévio aviso.

Desenvolvimento: